Durante 2º Encontro Estadual de Economia Solidária, coordenador-geral do Cesol Sudoeste faz balanço positivo sobre atuação do Centro Público

O 2º Encontro Estadual de Economia Solidária foi um momento de balanço e debate acerca da atuação dos Centro Públicos em seus Territórios. O Cesol Sudoeste foi representado pela equipe técnica e por mais de 40 empreendimentos que formaram uma caravana que saiu de Vitória da Conquista rumo a Salvador. O encontro foi promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

Durante sua fala, o coordenador-geral do Cesol Sudoeste, André Ribeiro, avaliou positivamente a atuação Cesol e relembrou a importância do trabalho durante a pandemia de Coronavírus.

“Esse momento é de reflexão, mas nós que representamos o Sudoeste Baiano temos também o sentimento de gratidão. Gratidão por essa política pública que gera oportunidades e que esteve presente em um dos momentos mais difíceis desse país, que foi esse momento de pandemia que nós vivemos. Nós do Cesol Sudoeste tomamos a decisão de irmos para a linha de frente, entre 2020 e 2021, nós estávamos realizando feiras com o intuito de gerar renda, porque nós temos um compromisso com a economia solidária. Naquele momento, toda a equip do Cesol Sudoeste foi infectada pelo Coronavírus e nós perdemos ainda o nosso presidente Moisés Andrade, vítima desse vírus”, relembrou.

O coordenador reforçou ainda a atuação do Cesol Sudoeste em parceria com a Setre para o enfrentamento a pandemia e a geração de renda nos empreendimentos. “A Setre também não parou, pelo contrário ela propiciou renda aos empreendimentos, haja vista que nós confeccionamos mais de 700 mil máscaras, geramos renda para os artesãos naquele momento difícil, com uma bolsa-salário no valor de R$ 1.045,00 durante quatro meses”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.