Deputado estadual Fabrício Falcão e gerente regional da Ascoob visitam Cesol Sudoeste

O Centro Público de Economia Solidária do Território Sudoeste Baiano e Município de Itapetinga recebeu na tarde da última terça-feira (26), a visita do deputado estadual Fabrício Falcão (PC do B) e do gerente regional da Associação das Cooperativas de Apoio a Economia Familiar (ASCOOB), José Amilton. Os dois visitaram o Espaço Solidário e as dependências do setor administrativo do Cesol.

Consciente da crise sanitária decorrente da pandemia de Coronavírus e das consequências econômicas que vêm sendo sentidas de modo mais acentuado por pequenos empreendimentos, tais como os assistidos pela política pública, o deputado se colocou à disposição para articular ações que ajudem os empreendimentos da Economia Solidária a sobreviver nesse cenário de crise.

No mesmo sentido, tendo conhecimento que a obtenção de crédito é um dos maiores gargalos enfrentados pelo empreendimentos, que por vezes, afeta sua produtividade, o gerente regional da Ascoob se reuniu com o coordenador de articulação política do Cesol Sudoeste, André Ribeiro, a fim de discutir alternativas que permitam a viabilização do crédito.

Em entrevista a nossa assessoria de comunicação, Amilton explicou um pouco sobre o processo de viabilização do crédito pela instituição.

“Hoje a Ascoob, se tratando do crédito e do atendimento ao agricultor e à economia solidária, é o sistema menos burocrático que tem. O sitema que menos exige e que mais ajuda esse tipo de economia. Esse trabalho durante a pandemia não é sazonal, ou seja, como trabalhamos agora vamos trabalhar no pós-pandemia que vai passar rápido”, afirmou José Amilton.

Para o coordenador de Articulação Política do Cesol, André Ribeiro, a viabilização do crédito é fundamental para a Economia Solidária. Dessa forma, a Ascoob cumpre um papel primordial no fortalecimento dos empreendimentos.

“A finalidade da Ascoob como parceira da política pública Cesol Sudoeste é viabilizar o alinhamento de crédito para os nossos empreendimentos, para que possam adquirir maquinário, insumos, fortalecer suas produções e, consequentemente, gerar renda dentro dos empreendimentos. A Ascoob preza pelo associativismo e pelo cooperativismo que são pilares da Economia Solidária. Então, a Ascoob, enquanto instituição financeira, vem para contribuir junto aos empreendimentos da economia solidária para que esses empreendimentos possam se fortalecer nas suas bases de produção e gerar renda nos seus territórios”, declarou André.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *